JUSTIÇA CONCEDE LIMINAR FAVORÁVEL À VEREADORA DE MATA ROMA.

Vereadores de Mata Roma aliados de Paulo Neto que tentam cassar mandato de Fernanda Maria.

Vereadores de Mata Roma aliados de Paulo Neto que tentam cassar mandato de Fernanda Maria na foto no quadro.

MATA ROMA – O juiz Cristiano Simas Sousa concedeu na última quarta-feira (4), liminar favorável ao mandado de segurança solicitado pela vereadora Fernanda Maria (PSL) e pelo vice-prefeito Jackson Sousa Correa (PSL) de Mata Roma. Os dois são alvos de perseguição política, insuflada pelo ex-deputado estadual Paulo Neto e marido da atual prefeita, Carmem Neto (PMDB), que tentam a todo custo cassar o mandato das duas lideranças do município.

De acordo com o documento expedido pelo magistrado da comarca de Chapadinha, Fernanda Maria e Jackson Sousa estão sofrendo um processo de cassação na Câmara de Vereadores de Mata Roma, porém não há consistência jurídica para o prosseguimento do trâmite na casa legislativa do município. Na liminar concedida pelo juiz Cristiano Simas Sousa, ele explica: “não há justa causa para o prosseguimento, uma vez que a única prova indicada pelo denunciante seria a cópia de uma lista apócrifa que não autorizaria a conclusão de que houve ilicitude quando dissociada de outros elementos de prova”.

Desta forma o processo de cassação que teria previsão de conclusão para o dia 2 de julho, está suspenso e possivelmente deve ser arquivado, após a não comprovação de provas concretas contra a vereadora e o vice-prefeito de Mata Roma.

Entenda o caso

 

Fernanda Maria e Jackson Sousa são considerados as principais lideranças de oposição na cidade de Mata Roma. A vereadora faz um duro discurso na tribuna da Câmara Municipal, evidenciando os desmandos da atual prefeita. Essa atitude irrita profundamente o grupo liderado pelo ex-deputado estadual Paulo Neto, que arranjou uma testemunha que se diz lavrador para acusar a vereadora e o vice-prefeito de ato ilícitos.
No entanto já foi descoberto, que o suposto agricultor Carlos Alberto é funcionário da prefeitura de Mata Roma, exercendo cargo de vigilante, o que levanta suspeita que é uma testemunha montada pela atual administração municipal.
A vereadora já evidenciou durante em seus discursos na tribuna do parlamento, que a prefeita Carmem Neto é alvo de investigação na Controladoria Geral da União (CGU), por suspeita de desvio de verba pública, ilegalidade na contratação de empresas, licitações fraudulentas etc.
Todas essas denúncias provocaram a ira do grupo político da atual prefeita, que começou a coagir a vereadora e o vice-prefeito. Fernanda já foi vítima, inclusive, de um ataque na Vila Maçulão, quando um veículo tentou lhe atropelar, quando ela tentava fotografar irregularidades de um caminhão da prefeitura de Mata Roma.
Sem ceder às pressões e as tentativas de tentarem lhe calar, Fernanda Maria, segue firme no seu propósito de defender os interesses da população, mesmo que ela tenha que enfrentar o prefeito, seu marido e oito vereadores – Bode (PSD), Geisa Lobo (PMDB), Preto Diniz (PMDB), Tiago (PP), Chaguinha (PSD), Vassourinha (PDT), Alfredo Marques (PSDC), Moraes Fortes (PHS) – alinhados com a atual administração, que tentam cassar o seu mandato e deixa-la calada, para que os desmandos na cidade de Mata Roma, prossiga de acordo com os interesses da prefeita Carmem Neto e seu marido Paulo Neto.
FONTE: DIEGO EMIR

 

Você pode gostar...