Lidiane Leite ao tomar posse como prefeita de Bom Jardim diz “É um grande desafio”.

Prefeita Lidiane Leite da Silva (DEM).

Prefeita Lidiane Leite da Silva (DEM).

BOM JARDIM – O presidente da Câmara Municipal de Bom Jardim, vereador Arão Silva (PTC), deu posse, na manhã de terça-feira (09) à prefeita Lidiane Leite da Silva (DEM). Ela assumiu o cargo projetando um período de desafios pela frente. “É um grande desafio”, declarou ao enaltecer o momento que vive novamente à frente do município de 40 mil habitantes, localizado a 275 km de distância de São Luís.

Lidiane Leite havia voltado cenário político da cidade, no fim de semana, quando foi vista numa convenção partidária. Ela foi beneficiada por uma sequência de vitórias na justiça que começou na sexta-feira (5). A primeira, que autorizou a modificação do seu domicílio para a cidade de Bom Jardim; e outra que substituiu a utilização da tornozeleira eletrônica para o regime de recolhimento domiciliar noturno.

VEJA TAMBÉM:
Anulado decreto legislativo que cassou a prefeita Lidiane Leite:  

No fim da semana passada o desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos, da Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), revogou uma decisão de 1º grau, em mandado de segurança preventivo impetrado pela atual prefeita, Malrinete Gralhada (PMDB), que proibia a Câmara Municipal de Bom Jardim de anular seu próprio ato de cassação de Lidiane.

Com essa decisão em mãos, o presidente do Legislativo local, vereador Arão Silva (PTC), invalidou, então, o decreto legislativo que cassava a prefeita.

Lidiane Leite, teoricamente, estaria livre para assumir o cargo já na sexta-feira. E era por isso que ela estava na cidade naquela data, quando até participou de evento político. A expectativa era da posse. Ocorre que havia ainda um óbice, qual seja: uma decisão da Justiça Federal que a impedia de entrar na sede da prefeitura, ou mesmo das secretarias.

Foi por isso que ela recorreu ao juiz federal Magno Linhares, da 2ª Vara da Justiça Federal no Maranhão, pedindo a revogação desse impedimento, o que conseguiu na noite de ontem (8). Agora sem impedimentos para acessar os prédios, e com a garantia da anulação do ato de seu afastamento, Lidiane pode efetivamente reassumir o cargo – mesmo que ainda esteja respondendo a processos criminais pelo desvio de verbas da merenda escolar. Veja o vídeo abaixo:

Você pode gostar...