Lucas Porto assassino de Mariana é condenado a 39 anos de reclusão em regime fechado

Lucas Leite Ribeiro Porto.

MARANHÃO – O réu Lucas Leite Ribeiro Porto foi condenado a pena máxima de 39 anos de prisão pela morte da publicitária Mariana Meneses de Araújo Costa Pinho, de 38 anos, sobrinha-neta do ex-presidente da República José Sarney, no dia 13 de novembro de 2016, no apartamento da própria vítima, no Turu.

O júri popular que teve início no dia 30 de junho só terminou na madrugada desta segunda-feira (5).

Lucas porto foi condenado a 30 anos de prisão por homicídio com quatro qualificadoras: feminicídio, asfixia, impossibilidade de defesa e ocultação de provas e 9 anos de prisão por estupro, totalizando a pena de 39 anos de reclusão em regime inicialmente fechado.

Lucas Porto permanece preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. A defesa do empresário já afirmou que vai recorrer da decisão.

Você pode gostar...