MA-315 encurtará distâncias de cidades da Rota das Emoções.

Rota das Emoções passa por seis municípios maranhenses: Barreirinhas, Paulino Neves, Tutóia, Araioses, Santo Amaro e Água Doce do Maranhão.

Rota das Emoções passa por seis municípios maranhenses: Barreirinhas, Paulino Neves, Tutóia, Araioses, Santo Amaro e Água Doce do Maranhão.

MARANHÃO – Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Parque Nacional de Jericoacoara. Conhecer os três paraísos nordestinos em uma mesma viagem ficará mais fácil a partir da obra de extensão da rodovia MA-315, que liga os municípios de Paulino Neves a Barreirinhas, no Maranhão. Com o novo trecho, a chamada Rota das Emoções, um dos percursos de maior destaque turístico nacional, poderá ter distâncias reduzidas em 400 km. A obra no trecho – que integra os estados do Maranhão, Piauí e Ceará – já promete facilitar a logística e o desenvolvimento do turístico da região, repleta de riquezas naturais.

Conduzida pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), em parceria com a Ômega Engenharia, a nova via de 36 km será integrada oficialmente à Rota das Emoções. A estrada, na primeira fase das obras, permitirá o deslocamento de peças para a montagem de um parque eólico no município de Paulino Neves. Além de facilitar o deslocamento e melhorar as condições de trafegabilidade, a via torna-se ainda percurso alternativo ao deslocamento entre as capitais maranhense e cearense – São Luís e Fortaleza, respectivamente.

“Com a consolidação da Rota das Emoções, o Maranhão será a porta de entrada para quem deseja aproveitar as belezas também do litoral do Piauí e do Ceará. Com essa movimentação intensificada, toda a cadeia produtiva da cultura e do turismo do nosso estado vai sair ganhando”, explicou o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino.

No Maranhão, a Rota das Emoções passa por seis municípios: Barreirinhas, Paulino Neves, Tutóia, Araioses, Santo Amaro e Água Doce do Maranhão, intensificando definitivamente a rotina e práticas produtivas da região dos Lençóis, já eminentemente turística. A ênfase dos que buscam vivenciar a Rota das Emoções é o Ecoturismo e o Turismo de Aventura. Outro ponto forte da viagem é a diversificação dos ecossistemas.

Lagoas de água transparente em meio às dunas nos Lençóis Maranhenses, trilhas e passeios de barco na área do Delta do Parnaíba e as inspiradoras praias de Jericoacoara compõem o trio de destinos que enchem os olhos de turistas brasileiros e estrangeiros, principalmente, os amantes de aventuras e esportes ao ar livre. Quem eleger a Rota das Emoções pode, ainda, passear de quadriciclo, de lancha, observar a revoada dos Guarás e o pôr-do-sol privilegiado em cada parada.

Segundo a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), o público nacional prefere a viagem nos meses de junho e julho, quando há a cheia das lagoas enquanto o público internacional – na maioria europeus da Itália, Alemanha e França – optam por agosto e setembro para o passeio.

O Governo do Maranhão prepara a infraestrutura necessária para acolher melhor os turistas – desde as novas estradas, passando pelo saneamento e a capacitação profissional. De forma integrada, os programas da gestão estadual ‘Mais Asfalto’, ‘Mais Saneamento’, ‘Mais Artesanato’ e ‘Mais Cultura e Turismo’, por exemplo, foram intensificados nas cidades-polo da rota e nos municípios vizinhos, como Axixá, Humberto de Campos e Primeira Cruz.

O ‘Mais Asfalto’ investirá, ao todo, cerca de R$ 117 milhões na obra de extensão da MA-315 e no acesso a Santo Amaro, ligação com a MA-320. Já o ‘Mais Saneamento’ beneficiará a região com implantação de sistemas de abastecimento de água, perfuração de poços artesianos e recuperação de barragens. As obras de saneamento estão estimadas em R$ 20 milhões. Pelo ‘Mais Artesanato’, os artesãos da região serão cadastrados e valorizados, para fomentar a vocação local.

A retomada das obras do aeroporto de Barreirinhas reforça a abertura de acessos à Rota das Emoções. Em fevereiro, o governador Flávio Dino anunciou o reinício das obras do aeroporto. O aeroporto está orçado em R$ 4,8 milhões e facilitará a entrada de turistas para o roteiro. A previsão é que a conclusão da obra seja ainda no primeiro semestre de 2016. Todas as obras contam com a aplicação da mão-de-obra local, servindo como fator propulsor de mais renda e empregos na região.

A capacitação dos moradores e empresários locais para o serviço no campo turístico é feito a partir de cursos profissionalizantes. A Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) – em parceria com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Informação (Secti), com o Senac e com o governo federal – oferece qualificações em Recepção de Hotéis, Cozinha, Idiomas, Qualidade no Atendimento, Alimentos e Bebidas e Gestão Turística. A promoção da rota em feiras nacionais e internacionais e a instalação de Centrais de Atendimento ao Turista agregam-se ao conjunto de ações planejadas pela Sectur. Ao todo, a previsão é que R$ 3 milhões sejam investidos. A ideia é promover as atividades nas cidades-polo, que irradiam o desenvolvimento para as cidades vizinhas.

Promoção
A Sectur já tem trabalhado com a promoção e divulgação da Rota das Emoções como produto competitivo no mercado nacional e internacional. Na capital da Alemanha, Berlim, comitiva maranhense participou de divulgação do roteiro a jornalistas e blogueiros europeus, em parceria com a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur). Já este ano, acordo entre os três estados que compõem a rota definiu a reativação da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável. Maranhão, Piauí e Ceará firmaram contrato de rateio e contribuirão, cada um, com R$ 500 mil, para que a Agência intensifique atividades de promoção e divulgação da Rota das Emoções.

 

Você pode gostar...