NEGLIGÊNCIA: Médico se recusou atender recém-nascido em Pinheiro, (Bebê morre e médico é preso).

Paulo Roberto Penha Costa foi preso acusado de omitir socorro a recém-nascido em Pinheiro (MA).

PINHEIRO/MA – Policiais Militares do 10° BPM de Pinheiro receberam um chamado via rádio na madrugada desta quinta-feira (1°) narrando que teria uma ambulância de São Bento com um recém-nascido em estado grave parada na porta do Hospital Materno Infantil de Pinheiro e que estariam se negando a atendê-la.

Ao chegarem no local da ocorrência policiais constataram a veracidade do caso. Foi então solicitada a presença do médico plantonista, mas a enfermeira informou a eles que o mesmo não poderia receber a criança pelo fato de ser da cidade de São Bento,  uma vez que o Materno não recebe paciente desse município.

Mas cabe ressaltar que o médico não saiu do quarto nem para atender a criança e muito menos para falar com a guarnição da PM.

Diante dos fatos, os policiais foram ao quarto do médico para explicar a gravidade e mesmo assim ele continuou dizendo que não atenderia a criança. Portanto houve omissão de socorro e por se tratar de um crime o médico Paulo Roberto Penha Costa foi convidado a prestar esclarecimentos na Delegacia de Polícia Civil mas de imediato ele resistiu e disse que não iria a lugar algum reagindo com agressividade e arrogância. Os policiais tiveram então que imobiliza-lo é só assim ele foi conduzido ao DP.

Infelizmente minutos depois a criança foi a óbito dentro da ambulância, sem atendimento algum.

Uma ocorrência foi lavrada pela mãe do bebê, Gracineide Rodrigues, e o médico encontra-se preso à disposição da Justiça.

Você pode gostar...