OUTUBRO ROSA CHEGA AO FÓRUM DE JUSTIÇA DE SÃO LUÍS.

Servidores Fórum Sarney Costa.

Servidores Fórum Sarney Costa.

SÃO LUÍS – A campanha Outubro Rosa, que em todo mundo visa a promover o combate ao câncer de mama por meio da prevenção pelo diagnóstico precoce da doença, recebe apoio do Judiciário maranhense em cada nova edição. Em 2014, o Tribunal de Justiça e a Corregedoria já vinham manifestando apoio à iniciativa com ações internas. O fórum de São Luís intensificou as ações na última sexta 17, oportunidade em que servidores vestiram rosa e distribuíram laços na mesma cor para o público que esteve no prédio da Justiça, que também já conta com iluminação externa em tom rosado.

“O câncer de mama não é um problema só da mulher. Psicologicamente a família de quem tem câncer também é afetada”, disse o vigilante Daniel Bastos, que esteve no fórum na sexta-feira (17) e, ao ser atendido na Contadoria Judicial, conheceu mais sobre a campanha e aderiu ao movimento, usando o laço rosa.  Ele elogiou a iniciativa e disse que ações como essa são importantes para incentivar a prevenção do câncer.

A chefe da Contadoria Judicial, Danielle Bottentuit, ressaltou que os servidores aderiam à campanha, vestindo-se de roupas no tom rosa e repassando informações sobre o movimento às pessoas que buscaram os serviços da unidade durante toda a sexta-feira (17). A sala de atendimento ao público também foi decorada com balões cor de rosa em forma de laços.

Vigilante Daniel Bastos recebe laço da chefe Contadoria.

Vigilante Daniel Bastos recebe laço da chefe Contadoria.

A campanha ganhou a adesão não apenas das servidoras. Os  servidores também usaram roupas na cor rosa. “Essa campanha é importante para difundir o exame preventivo e para reconhecer  a crescente participação das mulheres na realização do exame de câncer”, disse Carlos Andrew, que trabalha na Contadoria. Mas é importante destacar que, apesar da campanha ser voltada para o público feminino, o câncer de mama também pode ocorrer em homens.

Com 75% do quadro de servidores formado por mulheres, a Turma Recursal Cível e Criminal de São Luís teve adesão total à campanha. “Diante do grande número de casos de câncer de mama no Brasil, é importante incentivar as mulheres a realizar o autoexame para o diagnóstico precoce da doença”, disse a secretária judicial da Turma Recursal, Márcia Rocha.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa é de que em 2014 sejam diagnosticados mais de 57 mil novos casos de câncer de mama no Brasil, sendo o tipo da doença que mais mata no país. Informações do Instituto também apontam o diagnóstico tardio como a principal causa do alto índice de mortalidade no Brasil, se comparado com países desenvolvidos. Mais informações sobre a doença podem ser obtidas no portal do Inca www2.inca.gov.br.

A Diretoria do Fórum de São Luís também integrou o movimento na sexta-feira (17), com todos os servidores vestidos no tom rosa. Na 2ª Vara da Infância e Juventude, o juiz titular da unidade, José dos Santos Costa, e os servidores elegeram a quarta-feira (15) como dia “D” para demonstrar o apoio à campanha, vestindo-se todos a caráter.

A Campanha – O movimento popular conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. Começou nos Estados Unidos, onde vários estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro. Posteriormente, com a aprovação do Congresso Americano, outubro se tornou o mês nacional (norte americano) de prevenção do câncer de mama.

Esse movimento começou em 1990, durante a primeira “Corrida pela Cura”, em Nova Iorque (EUA). Em 1997, entidades de outras cidades dos EUA começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção da doença e o mês de outubro foi escolhido como marco para as ações. O nome remete à cor do laço que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

A doença – O câncer de mama, como todo tumor maligno, é caracterizado por um crescimento acelerado, desordenado e agressivo de células, que por consequência de uma mutação adquirem a capacidade de se multiplicar. Na fase mais aguda, o câncer costuma se espalhar para outras partes do corpo, um fenômeno conhecido como metástase. A doença recebe este nome porque atinge glândulas mamárias formadas por lobos, que se dividem em estruturas menores chamadas lóbulos e ductos mamários. Há diferentes tipos de câncer de mama e a realização do procedimento médico conhecido como biópsia, permite uma análise patológica do tumor, a qual ajuda a identificar qual é o estágio do câncer.

O câncer tem cura, mas é importante o diagnóstico precoce. A principal arma é a prevenção, que inclui procedimentos que podem ser realizados em casa ou por meio de exames médicos especializados. Destaca-se que a maioria dos nódulos detectados na mama é benigna e quanto mais cedo eles forem detectados, mais fácil será a cura.

FONTE: CGJ-MA- ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO.

Você pode gostar...