PM PRENDE SUSPEITO DE PLANEJAR RESGATE DE PRESOS EM PEDRINHAS.

Daniel Sá Menezes Licar, conhecido como Nem.

Daniel Sá Menezes Licar, conhecido como Nem.

 

O Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) da Polícia Militar realizou, na noite de terça-feira, em São Luís, a chamada Operação Tornado e prendeu sete pessoas suspeitas de envolvimento em crimes de assaltos e tráfico de drogas, na Região Metropolitana de São Luís. Um dos presos foi identificado pela polícia como foragido do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e suspeito de participar da tentativa de resgate de presos do Centro de Detenção Provisória (CDP), com uso de um caminhão-reboque, em dezembro.
Daniel Sá Menezes Licar, conhecido como Nem, de 28 anos, é morador da Vila Funil (área do bairro Maracanã) e foi reconhecido quando recebia atendimento médico no Hospital Municipal Dr. Djalma Marques (Socorrão I). “Recebemos a denúncia de que havia um foragido do sistema prisional, líder de uma facção criminosa, no referido hospital e, ao chegarmos à unidade de saúde, o reconhecemos por ter mandados de prisão por tráfico de drogas e homicídio”, informou o sargento Pacheco, do Esquadrão Águia.
Ainda de acordo com a polícia ostensiva, o assassinato ao qual Nem teve participação atribuída vitimou o sargento da PM Luís de Jesus Arouche Ribeiro, de 44 anos, que reagiu a um assalto ocorrido na noite do dia 21 de julho de 2011, em sua casa, no bairro Bequimão. Segundo apurou a Polícia Civil, à época, cinco homens armados em um veículo Chevrolet Astra branco mataram o militar com vários tiros, um deles no ouvido, quando ele decidiu lutar com um dos criminosos.
Nem foi preso em companhia de um homem identificado como Sebastião Silva, de 31 anos, residente no Conjunto Rio Anil. Ambos foram conduzidos e apresentados no Plantão Central da Beira-Mar. Na delegacia, o traficante capturado no Socorrão I também foi reconhecido como um dos quatro bandidos que, no fim da madrugada do dia 5 de dezembro de 2013, tomou de assalto um caminhão-reboque, na BR-135, e tentou promover a fuga em massa de 150 presos do CDP de Pedrinhas, jogando o veículo contra o muro do presídio.
Outras prisões – Realizada em diversos bairros da capital, por determinação do Comando de Policiamento Especial (CPE) da PM, a Operação Tornado também prendeu outros cinco suspeitos de envolvimento em crimes de assaltos e tráfico de drogas, na capital. Diogo Cleuton Mendes Cunha, de 19 anos, e Fábio Derlan Macedo Cunha, de 25 anos, ambos moradores do bairro Vicente Fialho, foram detidos na praia da Ponta d’Areia, portando 42 frascos de loló, joias, aparelhos celulares, a quantia de R$ 89,00 e uma faca.
Na Avenida Julieta Ramos, bairro Vila Nova, o BPChoque prendeu Valdenilson Trindade de Sousa, de 19 anos, morador da Travessa José Sarney, na localidade. O suspeito, segundo a PM, estava em companhia de um adolescente de 15 anos, portando 39 pedras de crack, um frasco de loló, a quantia de R$ 25,90 e ainda um cordão de aço. Ambos foram conduzidos ao Plantão Central da Vila Embratel. No bairro São Francisco, a PM prendeu Ronilson Augusto Silva Martins e Dângelo Rafael Pereira, ambos de 22 anos.
A dupla, segundo os militares, transitava em atitude suspeita pela Avenida Ferreira Gullar, e ao ser abordada foi surpreendida portando 13 trouxinhas de cocaína e R$ 319,50. Ronilson Augusto e Dângelo Rafael foram conduzidos e apresentados no Plantão Central da Beira-Mar, para providências. Em outras abordagens, a PM, por meios das guarnições, apreendeu dois adolescentes, um de 17 anos, por roubo, no bairro Maiobão, e outro de 16 anos, com 25 pedras de crack, na Vila Flamengo.
FONTE: O ESTADO

Você pode gostar...