PREFEITO E O VICE DE MARANHÃOZINHO JUNTO COM O DEPUTADO ESTADUAL MAIS VOTADO ESTÃO INELEGÍVEL.

José Auricélio de Morais Leandro (prefeito de Maranhãozinho), e Josimar Cunha Rodrigues (deputado estadual).

José Auricélio de Morais Leandro (prefeito de Maranhãozinho), e Josimar Cunha Rodrigues (deputado estadual).

MARANHÃOZINHO –  O deputado estadual mais votado nas últimas eleições, Josimar de Maranhãozinho (PR), está inelegível. A decisão é da Justiça Eleitoral através da juíza Cynara Elisa Gama Freire. A decisão é referente à Ação de Investigação Judicial Eleitoral interposta pelo Ministério Público Eleitoral em desfavor de:

José Auricélio de Morais Leandro (prefeito de Maranhãozinho)

Raimundo Tarcísio de Lima (vice-prefeito)

Josimar Cunha Rodrigues,(deputado estadual).

A ação acusa os três políticos de terem abusado do poder político e econômico para saírem vitoriosos nas eleições municipais de 2012.

Após a investigação, a juíza Cynara Freire decidiu pela cassação dos mandatos do prefeito e vice-prefeito de Maranhãozinho, mas mantendo-os nos cargos até o trânsito em julgado, ou seja, até o posicionamento do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral. Além disso, a juíza eleitoral determinou ainda multa de R$ 50 mil para os dois gestores da cidade.

Já o deputado estadual, segundo a decisão (veja abaixo), está inelegível durante oito anos, ou seja, como o fato ocorreu em 2012, ele não poderá disputar nenhuma eleição até 2020. No entanto, à princípio a decisão da Justiça Eleitoral não interfere no pífio mandato que o deputado estadual mais votado do Maranhão vai exercendo na Assembleia Legislativa.

DECISÃO DA JUÍZA.

DECISÃO DA JUÍZA.

 

Você pode gostar...