ROSEANA SARNEY DEVERÁ ALTERAR SECRETARIADO EM ALGUNS DIAS.

ROSEANA SARNEY

ROSEANA SARNEY

 

O governo do Estado deve passar por uma minirreforma na estrutura do secretariado que não incluirá a Secretaria de Infraestrutura, que hoje é ocupada também pelo secretário chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva (PMDB). As mudanças devem se limitar às secretarias de Assuntos Políticos e de Justiça e Administração Penitenciária.

Ninguém no governo admite ainda a saída de Sérgio Tamer da secretaria de Administração Penitenciária, embora a tendência seja grande de que ele deva sair. Os mais cotados para o cargo são o segundo Bispo Auxiliar de São Luís, Dom José Carlos Chacorowski e o delegado Sebastião Uchoa.
A secretaria de Assuntos Políticos é comandada por Hildo Rocha (PMDB) desde o início do governo Roseana. Com a saída de Pedro Fernandes (PTB) da secretaria de Cidades para a secretaria de Educação, Hildo passou a ser o titular da Cidades acumulando o cargo de Secretário de Assuntos Políticos. Desde que o ex-prefeito de Cantanhede assumiu, a especulação foi grande sobre quem ficaria à frente da pasta .

O novo líder do “Blocão” (Bloco Parlamentar Pelo Maranhão) e um dos líderes do governo na Assembleia Legislativa, deputado Roberto Costa (PMDB), diz que não será possível o acúmulo das funções pelo secretário Hildo, mas que o governo ainda estuda a alteração. “O Hildo está à frente de uma secretaria muito importante para o Estado do Maranhão, desenvolvendo grandes projetos. A Secretaria de Cidades exige que o titular consuma todo o seu tempo. Ele tem continuado na articulação, mas sabemos que a de Assuntos Políticos também precisa de alguém que viva 24 horas a nossa política, nem só com relação à Assembleia, mas com os prefeitos”, revelou.

Já o secretário chefe da Casa Civil que passou a acumular o cargo de secretário de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, deve ser oficializado como titular das duas importantes pastas do governo estadual. O ex-prefeito de São José de Ribamar tem agora uma arma poderosa nas mãos para se consolidar como candidato do grupo Roseana (PMDB) ao governo do estado em 2014, que bem utilizada, lhe dará grande vantagem. “O Luís Fernando está praticamente consolidado. A Casa Civil é uma secretaria burocrática. O Luis Fernando é um tocador de obras, por isso deve desempenhar bem o papel na Infraestrutura”, afirmou Costa. Ele também não quis dar pistas sobre a possível troca na Sejap. “Existe muita especulação com relação à secretaria de Administração Penitenciária, mas nada oficial ainda”.

A Assessoria de Comunicação do secretário Luís Fernando confirmou que não existe nenhum indicativo de que ele fique apenas temporariamente em uma das secretarias e até que haja alguma determinação diferente da governadora, ele ficará nas duas. Pessoa próxima ao secretário afirmou que se fosse para ficar em apenas uma, ele iria preferir a Infraestrutura, que dá mais poder para que se faça as coisas aparecerem.

Negação – Desde a última semana, assessores de comunicação de secretarias do governo estadual chegaram a afirmar que Sérgio Tamer estaria de saída da Sejap e o delegado Sebastião Uchoa o substituiria. O Imparcial procurou ambos citados e a resposta foi praticamente igual dos dois. O atual secretário de Justiça e Administração Penitenciária informou estar na Espanha dando prosseguimento a defesa de sua tese de doutorado e comunicou que desconhece qualquer possível alteração. “aAé o momento não fui comunicado sobre nada em relação ao assunto”. Sebastião manteve um discurso parecido e retrucou: “cogitação não é nomeação”, deixando claro que em nenhum foi convidado para assumir o posto.

Você pode gostar...