SE FERRARAM: PREFEITOS SARNEYSISTAS NÃO RECEBERAM REPASSES DE CONVÊNIOS ELEITOREIROS.

SECRETÁRIA DE PORTAS FECHADAS.

SECRETÁRIA DE PORTAS FECHADAS.

MARANHÃO – Este final de ano na política dos Sarneysistas ficou marcado com muita revolta e desespero de alguns deputados e prefeitos aliados, que ganharam convênios eleitoreiros, e a revolta maior é dos parlamentares com o chefe da Casa Civil que foi em razão dos processos que estão em PD (Plano de Desembolso) não terem sido pagos.

A Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan) fez o plano de desembolso, mostrando que tinha um lastro financeiro para repassar os recursos para as prefeituras e não repassou nada. Vários prefeitos que firmaram convênios com Estado não receberam os repasses. Com isso, os gestores pressionaram os deputados a cobrarem do Governo.

Em conversa com a imprensa local, um certo parlamentar aloprou dizendo que “O Estado chega ao final sem cumprir os ditames legais”. E disparou contra Milhomem: “se não cumpriu porque é incompetente ou ladrão. Ele vai sair pela porta dos fundos e será denunciados pelos deputados”.

O deputado estadual Carlos Alberto Milhomem, o Tata, encerra sua carreira política de forma vergonhosa, mostrando incompetência e falta de responsabilidade com o cargo que ocupou até hoje, dia 31 de dezembro. Chefe da Casa Civil do Maranhão, Milhomem simplesmente mandou trancar o Palácio dos Leões e não pagou os processos que estavam em PD – Plano de Desembolso.

Isso gerou uma grande expectativa em torno dos prefeitos Sarneysistas, que firmaram convênios com o Estado e estavam aguardando a liberação do recurso. O que não acabou acontecendo. Tatá Milhomem mandou fechar todas as portas do governo. Para se ter ideia, até os portões da Secretaria das Cidades (Secid) estão fechados. Ninguém foi trabalhar.

Você pode gostar...