SES diz que Maranhão tem 2.591 curados da Covid-19 e mais de 7 mil em tratamento em 176 municípios

Em leitos de UTI da rede pública estadual, 193 pacientes estão em tratamento na capital.

MARANHÃO – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou na noite dessa quinta-feira (14) que o Maranhão chegou a 2.591 curados da Covid-19 e mais de 7.652 estão em tratamento em 176 municípios afetados diretamente pelo novo coronavírus. O boletim divulgado apresenta ainda o número de 496 mortos e 10.739 infectados. Quanto aos profissionais de saúde, 740 foram infectados e 666 estão curados. Os dados oficiais confirmam que 12 morreram.

A SES monitora 5.075 casos suspeitos no estado e 10.097 já foram descartados. Das pessoas em tratamento, 6.472 estão em isolamento domiciliar, 825 estão em enfermarias e 355 estão em leitos de UTI em hospitais públicos e particulares.

Foram realizados 20.787 testes para diagnóstico da doença entre os laboratórios públicos e privados.

Quanto aos leitos de UTI e enfermarias da rede pública estadual exclusivos para o tratamento de paciente com a Covid-19, em São Luís a lotação máxima se aproxima. São 201 UTIs disponíveis com 193 ocupadas, e 531 enfermarias com 498 ocupadas. No domingo (17), o governo prometeu colocar em funcionamento o hospital de campanha em São Luís, que vai adicionar mais 200 leitos a rede pública.

No interior do estado, um hospital de campanha também foi prometido pelo governo do estado para começar a funcionar no sábado (16). No interior, os leitos de UTI são 105 com 86 ocupados. As enfermarias são 268 com 134 ocupadas.

Um dos casos que ganhou repercussão foi no Hospital Universitário Presidente Dutra (HU-UFMA) em São Luís. A paciente Jociele Serra Pinheiro, de 38 anos, recebeu alta na unidade após contrair a Covid-19 (vídeo acima). Grávida de 26 semanas, Jociele recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após passar 41 dias internada.

Jociele foi a primeira paciente a ser internada na UTI para Covid-19 do HU-UFMA em 1º de abril. Mesmo curada da doença, ela continua em um leito de enfermaria da unidade, até receber alta do serviço de obstetrícia. De acordo com a assessoria da unidade, mãe e bebê passam bem.

FONTE: G1MA.

Você pode gostar...