Tenente-coronel da PM que matou genro se apresenta à polícia e em seguida é liberado.

Davi Bugarin foi assassinado a tiros.

SÃO LUÍS/MA – O tenente-coronel reformado da Polícia Militar Walber Pestana da Silva se apresentou e prestou depoimento à Polícia na tarde desta sexta-feira (16). Ele é acusado de atirar e matar na noite de quinta-feira (15), em São Luís, o namorado de sua filha reconhecido como Davi Sousa Bugarim de Melo (foto ao lado).

A Polícia informou que, por não haver situação de flagrante, Walber foi liberado após prestar depoimento. Segundo o delegado Lúcio Reis, Walber confessou que efetuou os disparos, mas disse que agiu em legítima defesa.
“Ele foi interrogado e apresentou a arma de fogo com os cartuchos utilizados no momento do delito e depois foi liberado. Ele confirmou que efetuou os dois disparos que atingiram, segundo ele, a região da costela do genro que morava com ele há um ano na casa. (…) Disse que, no momento do crime o David o agredia várias vezes e ainda se armou com uma faca. Por isso, precisou pegar um revólver que estava guardado no quarto para se defender”, afirmou.
Davi era músico e proprietário de uma casa de shows situada no Centro histórico da capital. O velório foi realizado no asilo de mendicidade, em São Luís.

(FONTE: G1 MA)

 

Você pode gostar...